VocÍ estŠ aqui: Fique Amiga Dela --> Anatomia --> Parte 5

A Vagina

A vagina é o tubo muscular que vai da vulva até o útero (Figura 1). Se dividirmos a vagina em três partes, vemos que a parte mais de fora (na vulva) corresponde ao que hoje alguns chamam de abertura vaginal do clitóris. É uma área bastante sensível para o sexo.

Os dois terços de dentro da vagina têm muito pouca sensibilidade. Tanto é que colocamos um absorvente interno (tipo OB) ou um diafragma lá dentro e nem sentimos nada. É por isso também que muitas mulheres gostam mesmo é da estimulação da parte de fora e menos da penetração.

Como um tubo muscular, a vagina pode ser contraída e relaxada conforme a vontade da mulher. Nem toda mulher já teve a oportunidade de aprender como relaxar e contrair a vagina, pois em nenhum lugar nos ensinam como ter consciência da musculatura vaginal, e muitas aprendem por conta própria.

Ter essa consciência da musculatura vaginal é importante para:

  • Ter uma vida sexual mais prazerosa (controlar o “aperto” e relaxamento na relação sexual);
  • Ter partos mais fáceis (evitar romper o períneo ou ser cortada);
  • Manter uma vagina forte em qualquer idade (sem perder urina ou ter bexiga caída, etc.)

Para isso é importante entender como funcionam os músculos da vagina e da pélvis (quadris) e como exercitá-los. Esses exercícios são usados por médicos para prevenir e tratar problemas (da vagina, da bexiga, etc.). Os médicos os chamam “exercícios de Kegel”, em homenagem a Arnold Kegel, um ginecologista americano que batalhou muito para que seus colegas usassem mais os exercícios e menos cirurgia para resolver os chamados “problema de períneo” (perda de urina ou de fezes, vagina prejudicada por partos com cortes ou fórceps, etc.).

Antes de Kegel, esses exercícios já faziam parte de várias culturas tradicionais, principalmente as orientais, como é o caso do pompoarismo (técnica de desenvolvimento sexual asiática) e do tantrismo, uma das vertentes do Yoga (uma abordagem que une espiritualidade e erotismo). Ou seja, há milênios as mulheres já conheciam os exercícios para fortalecer a vagina e a pélvis como um todo.

Continuação | direitos autorais