fbpx

25 de Novembro – Dia Internacional pelo Fim da Violência Contra a Mulher.

Uma mulher é agredida a cada 5 minutos no Brasil. Mais de 4 mil são assassinadas por ano, de acordo com dados da Secretaria de Políticas para as Mulheres do governo federal. A cada três pessoas atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) por causa de violência doméstica, duas são mulheres. Diante deste cenário, brasileiros e brasileiras contam, há treze anos, com a Lei Maria Penha, principal instrumento de denúncia e coibição da violência doméstica. O Disque 180 funciona desde 2006 recebendo denúncias anônimas de violência doméstica. Desde então, foram registrados mais de 4 milhões de denúncias.

O Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher, 25 de novembro, traz a memória de três irmãs ativistas políticas latino-americanas. Você conhece essa história?

As irmãs Mirabal. Pátria, Minerva e Maria Teresa foram três valentes mulheres dominicanas que se opuseram com todas as suas forças a ditadura de Trujillo.

Quando Rafael Trujillo chegou ao poder, a família Mirabal perdeu quase tudo o que possuía. As irmãs Mirabal acreditavam que o ditador Trujillo levaria o país ao caos, e então ingressaram em um grupo de oposição ao regime, conhecido como “o agrupamento politico 14 de junho” para lutar contra a ditadura.

Dentro deste grupo ficaram conhecidas como “As Mariposas”, nome com que Minerva era identificada nas relações politicas.

Duas das irmãs, Minerva e Maria Teresa, foram presas, estupradas e torturadas em várias ocasiões. E apesar das violeêcias as quais foram submetidas, continuaram lutando contra a ditadura de Trujillo.

Depois de diversas prisões, Trujillo decidiu por um fim nas irmãs. Em 25 de novembro de 1960 elas foram sequestradas e os assassinos de Trujillo espancaram-nas até a morte, colocaram as três dentro de um carro e simularam um acidente de transito.

Las Hermanas Mirabal

As mortes das Mirabal causou uma enorme repercussão na Republica Dominicana. A comoção tornou o povo mais propenso a apoiar as irmãs Mirabal e seus ideais.

Essa reação contribuiu para um despertar da consciência coletiva e finalmente culminou no assassinato do ditador em 30 de maio de 1961.

Em homenagem a essas valentes mulheres, 25 de novembro é o dia Internacional em que se comemora a Não Violência Contra a Mulher. Esta data foi estabelecida no primeiro Encontro Feminista Latino-americano e Caribenho celebrado em Bogotá, Colombia, no ano de 1981.

Homenagens

Na cidade hondurenha Ojo de Agua, se conservam suas roupas, suas pertences e suas casas, que se encontravam no momento de suas mortes. O sitio foi transformado em um museu aberto para visitação. Longe daí vivia a única irmã Mirabal que não foi assassinada: Dedé.

A escritora estadunidense de origem dominicana Julia Álvarez escreveu um romance baseado nas irmãs Mirabal, com o titulo En el tiempo de las mariposas que logo virou um filme do diretor Mariano Barroso.

Uma das estações de metrô de Santo Domingo, na República Dominicana, de chama Hermanas Mirabal.
Em outubro de 2007 foi emitida uma cédula de 200 pesos em homenagem as irmãs Mirabal

Em homenagem a eles, os botânicos Francisco Jiménez Rodríguez e Liliana Katinas dedicaram uma espécie de planta recém descoberta com o nome Salcedoa Mirabaliarum F. Jiménez R. & L. Katinas, árvore endêmica de Hispaniola, descoberta nas montanhas da província dominicana Província Mirabal. Foi publicado sob o artigo “gene Salcedoa. Novembro, um Enigma biogeográfico no Caribe Mutisieae (Asteraceae)”, na revista científica Systematic Botany (2004), 29 (4): .987-1002, da Sociedade Americana de Taxonomista Vegetal.”

A ex província dominicana Salcedo, foi rebatizada pelo nome de Hermanas Mirabal.

Referências:

Documentário sobre Las Hermanas Mirabal
Nombre secreto: Mariposas, el documental
El asesinato de las hermanas Mirabal marcó el principio del fin para Trujillo
Cuatro hermanas decidieron enfrentar a un dictador  

Filmografía sobre las Hermanas Mirabal
2001(TV) En el tiempo de las mariposas de Mariano Barroso
2007 Oriundos de la noche (Documental)Javier Balaguer
2008 Crimen de Etzel Báez
2009 Codename: Butterflies (Documental)  de Cecilia Domeyko
2010 Trópico de sangre de Juan Delancer

Bibliografía
Historia de las hermanas Mirabal
Cortometraje sobre las hermanas Mirabal
Narración y Trama del Asesinato

Obs: este texto é uma tradução do texto original.

Rua Bartolomeu Zunega, 44 Pinheiros – São Paulo/SP
  • +55 11 3812-8681
  • +55 11 9 9622-5948
  • mulheresorg@gmail.com
© 2020 Coletivo Feminista de Sexualidade e Saúde • Todos os direitos reservados.