fbpx

TPM e MTC

Vamos rever o termo “TPM”? No ocidente, indica um aumento de TENSÃO pré menstruação, certo? Para a Medicina Tradicional Chinesa não.

Leia mais +

Cartilha de Profilaxia Pré-Exposição

A Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (PrEP, do inglês Pre-Exposure Prophylaxis) consiste no uso de antirretrovirais (ARV) para reduzir o risco de adquirir a infecção pelo HIV. Essa estratégia se mostrou eficaz e segura em pessoas com risco aumentado de adquirir a infecção.

Leia mais +

Portas. Um conto de Bruna Novaes

Hoje começa os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher. Pelo contexto racial do Brasil, dia 20 de novembro (dia da consciência negra) começa os 21 dias de ativismo. Para dar inicio a esses 16 dias resolvemos trazer um texto da médica de família e comunidade, que integra a nossa equipe do Coletivo Feminista, Bruna Novaes.

Leia mais +

O que existe entre o Rosa e o Azul?

A organização não governamental Coletivo Feminista Sexualidade e Saúde realiza grupos reflexivos com homens denunciados por crimes da Lei Maria da Penha há cerca de 10 anos na cidade de São Paulo (SP).

Leia mais +

Homens, a conversa é com vocês

A organização não governamental Coletivo Feminista Sexualidade e Saúde realiza grupos reflexivos com homens denunciados por crimes da Lei Maria da Penha há cerca de 10 anos na cidade de São Paulo (SP).

Leia mais +

Webnário: Direitos Sexuais e Reprodutivos

Neste webnário, faremos um percurso breve da história que culmina em nosso contexto atual, que levou os movimentos de direitos humanos das mulheres a reivindicá-los, conhecendo as realidades da teoria à prática, trazendo recorte de raça, classe e gênero.

Leia mais +
Rua Bartolomeu Zunega, 44 Pinheiros – São Paulo/SP
© 2020 Coletivo Feminista de Sexualidade e Saúde • Todos os direitos reservados.

Segundo a OMS, o Brasil tem a 5a. maior taxa de feminicídios do mundo. Entre 1980 e 2013, 106.093 mulheres morreram por serem mulheres. A Agência Patrícia Galvão traz dados que confirmam que ser mulher é um risco: uma travesti ou mulher trans é assassinada no país a cada dois dias; 30 mulheres sofrem agressão física por hora; uma mulher é estuprada a cada dez minutos; 97% das mulheres já foram vítimas de assédio no transporte; e 76% das mulheres já sofreram violência e assédio no trabalho.