fbpx

Cartilha Informativa sobre HPV, atendimento ginecológico e vacinação

O HPV (human papiloma virus ou vírus do papiloma humano) é um vírus que infecta a pele e mucosas. Existem mais de 200 tipos diferentes.

A infecção genital por HPV é predominantemente (mas não exclusivamente) uma infecção transmitida pelo sexo. A penetração vaginal e anal não são as únicas formas de transmissão, uma vez que o contato do vírus com pele e mucosas é suficiente. Estima-se que de 50% a 80% de homens e mulheres sexualmente ativos irão contrair a infecção por HPV em algum momento de suas vidas. Muitas pessoas recebem esse diagnóstico com angústia, medo e preocupação, mas é um evento muito comum e não necessariamente grave. O pico de incidência (a época com maior chance das pessoas se infectarem) é logo após o início da vida sexual, a chance de infecção aumenta conforme aumenta o número de parceiros sexuais.

Autor: Ambulatório de Saúde do Coletivo Feminista Sexualidade e Saúde

Rua Bartolomeu Zunega, 44 Pinheiros – São Paulo/SP
© 2020 Coletivo Feminista de Sexualidade e Saúde • Todos os direitos reservados.

Segundo a OMS, o Brasil tem a 5a. maior taxa de feminicídios do mundo. Entre 1980 e 2013, 106.093 mulheres morreram por serem mulheres. A Agência Patrícia Galvão traz dados que confirmam que ser mulher é um risco: uma travesti ou mulher trans é assassinada no país a cada dois dias; 30 mulheres sofrem agressão física por hora; uma mulher é estuprada a cada dez minutos; 97% das mulheres já foram vítimas de assédio no transporte; e 76% das mulheres já sofreram violência e assédio no trabalho.